MDL Realty Incorporação

6 curiosidades sobre o bairro de Pinheiros que você não sabia

curiosidades sobre o bairro pinheiros

Provavelmente você já passou alguma vez na vida por Pinheiros, o bairro mais antigo de São Paulo, mas pode dizer com convicção que sabe tudo sobre ele? Confira o artigo para ficar por dentro de todas as curiosidades que envolvem a região e sua história!

Bairro nobre da cidade de São Paulo, Pinheiros fica na zona oeste às margens do rio de mesmo nome. Possui a Linha Amarela do Metrô, e é uma das regiões mais disputadas no mercado imobiliário, com área comercial diversa e intensa vida cultural que inclui: academias de dança, bibliotecas, livrarias, casas noturnas, bares e restaurantes renomados, feira de artesanatos e antiguidades, praças como a Benedito Calixto, Pôr do Sol e Victor Civita, etc.

Mas isso é o que todos sabem, o que muitos desconhecem são as curiosidades que vamos citar agora, então confira!

1. ORIGEM DO NOME

Pinheiros recebeu este nome por conta dos pinheiros nativos (Araucaria brasilienses) que existiam na região. Surgiu em meados do século XVI, quando indígenas estabeleceram uma aldeia onde fica o Largo da Batata atualmente.
Outra versão sugere que os índios chamavam o Rio Pinheiros de “Pi-iêrê” – tradução de “derramado”, referente às cheias do local –. Desta forma, Pinheiros teria surgido da pronúncia errada de “Pi-iêrê”.

2. DESENVOLVIMENTO URBANO

O desenvolvimento urbano do bairro começou em meados de 1750, após a construção da Igreja Nossa Senhora de Monte Serrat, e intensificou-se entre o final do século XIX e o começo do século XX com o ciclo do café, a chegada de bondes e a vinda de imigrantes, como os italianos e os japoneses.

3. LARGO DA BATATA

Lugar que deu origem ao bairro, o Largo da Batata costumava abrigar o Mercado Municipal de Pinheiros e um entreposto onde imigrantes japoneses vendiam batatas. Passou por diversas obras de revitalização recentemente, onde foram encontrados cerca de 20 mil objetos considerados achados arqueológicos, dentre eles estão: louças, porcelanas, garrafas de vinho e uísque importados e cerveja holandesa do século 19.

4. RUA CARDEAL ARCOVERDE

Uma das principais ruas de Pinheiros é em homenagem à Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti. Nasceu em 1850 na cidade de Pesqueira em Pernambuco. Aos 13 anos entrou para a vida religiosa, estudou filosofia e teologia em Roma. Tornou-se padre aos 24, ganhando destaque ao ser nomeado bispo auxiliar de São Paulo em 1894. Em 1905, ficou famoso por ter sido o primeiro cardeal latino-americano a virar cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, posto que ocupou até sua morte em 1930.

5. SOCIEDADE HÍPICA PAULISTA

Atualmente situada no Brooklin, a Sociedade Hípica Paulista foi fundada em Pinheiros na década de 20. A região era destaque da época devido aos eventos de prestígio que promovia. Quando seu endereço mudou em 1939, foi substituída pelo conjunto urbano “Predinhos da Hípica”, construído na década de 50. Constituído por 21 prédios de três andares e 14 sobrados no quadrilátero das ruas Pedroso de Moraes, Artur de Azevedo, Mourato Coelho e Teodoro Sampaio.

6. RIO PINHEIROS

As pontes para a travessia sempre existiram, mas eram frequentemente destruídas pelas enchentes. Por isso, em 1865, a substituíram por uma construção metálica para servir de solução definitiva.

Já no século 20, com as suas margens ocupadas por imigrantes, o Rio Pinheiros foi local de provas de nado e regatas náuticas. A fim de evitar as inundações, começaram as obras de canalização no fim dos anos 20, terminando 30 anos depois.

Curtiu as curiosidades? Logo tem mais conteúdo no blog, não perca!

Aproveite para ler:

3 Dicas para criar um jardim vertical dentro do apartamento
Porque morar em Perdizes é uma boa ideia

Sair da versão mobile