Blog
como cuidar da sua saude mental na quarentena
Dicas

Como cuidar da sua saúde mental durante a quarentena

Durante este novo período de isolamento social, muitas pessoas estão enfrentando uma realidade completamente diferente daquela na qual estavam acostumadas. Ainda que alguns precisem continuar trabalhando fora, a fim de garantir que serviços básicos sigam funcionando, inúmeras outras precisam lidar com o fato de que suas casas agora serão o ambiente exclusivo que estarão pelos próximos meses.

Ao mesmo tempo que essa medida é muito importante para evitarmos cenários piores do novo coronavírus, ela também pode trazer consequências graves para pessoas que lidam com transtornos psíquicos antes de tudo isso acontecer, como depressão e ansiedade.

O isolamento e o distanciamento de outras pessoas, assim como a privação de ir e vir quando quiser, acaba nos deixando mais instáveis mentalmente, o que é uma reação muito comum nestas situações.

Nesta mesma fase, vemos muitas pessoas fazendo recomendações a respeito de como manter a forma física ideal, como se alimentar melhor, dicas de filmes e séries para maratonar, mas um tópico tão importante quanto e que as vezes pode passar despercebido é a nossa saúde mental.

Por isso, vamos falar mais sobre os hábitos que são importantes para termos uma boa saúde mental durante esses tempos de insegurança, mantendo uma nova rotina em foco mas sem deixar de lado algumas práticas importantes.

Vamos lá?

 

FALE SOBRE SUAS INSEGURANÇAS COM ALGUÉM DE CONFIANÇA

É perfeitamente natural pensar em cenários catastróficos e assustadores em momentos como esse, especialmente quem sofre de ansiedade crônica. Nossa cabeça é programada automaticamente para essas situações e nos prepara para o pior, tentando evitar dores futuras.

A realidade é que esse tipo de exercício, muitas vezes feito por nossas mentes de maneira incontrolável, não nos ajuda em nada. Querendo ou não, certas coisas podem acontecer e devemos estar preparados para todos os cenários possíveis, porém sem ansiedade ou tentativa de controlar algo que simplesmente não podemos.

O que podemos fazer neste momento é falar com pessoas que amamos e confiamos sobre esses sentimentos. É importante permitir que isso venha à tona e prestar atenção em tudo o que estivermos sentindo a cada momento, por isso o fato de termos alguém ali para nos ouvir e acalmar é providencial.

Ao desabafarmos e expormos nossas inseguranças para estas pessoas, percebemos muitas vezes que podemos estar exagerando ou que este cenário, o qual era muito real em nossas mentes, parece simplesmente irreal. Acredite no poder da conversa e do aconselhamento nestes momentos.

 

MANTENHA CONTATO COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES CONSTANTEMENTE

homem fazendo uma chamada de vídeo com familiares

Conversar e desabafar com pessoas queridas é muito importante, como falamos acima, mas o desabafo não precisa ser o único tópico a ser dialogado. Pelo fato de estarmos longe fisicamente, nos mantermos próximos de nossa família e nossos amigos é fundamental, não podemos deixar que estas relações tão importantes em nossas vidas se enfraqueçam neste momento.

Esteja atento e disponível para as necessidades que seus pais, irmãos, avós e outros parentes possam ter. Uma simples chamada de vídeo pode ser muito importante para estas pessoas, que também estão passando por seus momentos de aflição e insegurança durante este período.

Estar em contato com estas pessoas ajuda a fazer com os dias passem mais rápidos e que as distâncias não sejam tão grandes assim, além de fazermos com que todos ajudem na manutenção da saúde mental um do outro.

 

CASO FAÇA TERAPIA, MANTENHA-A NORMALMENTE

Ainda que seja um método que muitas pessoas têm a dificuldade de aceitar, a terapia é algo que modificou a maneira com que muitos viviam suas vidas. Este hábito possui o embasamento e aconselhamento de um profissional, que nos ajuda a encontrar novos caminhos e a ressignificar fatos sobre nossa vivência.

Se você já fazia este acompanhamento, não deixe ele de lado, principalmente neste momento. Encontre novas alternativas para manter contato com seu terapeuta, como chamadas por vídeo, ligações por telefone ou quaisquer outras formas que façam com a experiência seja a mais próxima possível do habitual.

Esta é uma maneira importante de estar sempre reavaliando sua mente e como ela está absorvendo todo este momento. Assim como também precisamos processar e manter as prioridades ao longo destes meses de isolamento e buscar outros jeitos de encararmos esta situação tão desgastante.

 

FOQUE SUA MENTE EM ATIVIDADES FÍSICAS E PRÁTICAS REGULARES

pessoa praticando meditação

Além de tudo que mencionamos antes, somente treinar e ressignificar nossa mente não basta, precisamos estar constantemente analisando como ela lida com tudo que vem acontecendo e o foco que aplicamos em outras situações para justamente fazermos com que nossos dias sejam mais leves.

É muito importante termos hábitos que ajudem a fazer com que nossas cabeças trabalhem e dediquem seu foco inteiramente para outros temas ou atividades, pois isso também ajuda a nos acalmar e tirar a atenção de sentimentos negativos que possam estar tomando conta de nós.

Atividades físicas básicas, como polichinelos e abdominais, são exercícios simples e rápidos de serem praticados na sua própria casa, ajudando a liberar hormônios importantes, como a endorfina e serotonina, que nos trazem uma sessão de bem-estar e relaxamento.

Outras atividades como assistir filmes ou ler livros são importantes para ajudar na manutenção de nosso tempo e estimular nosso intelecto, trazendo novos aprendizados e ajudando a manter nosso foco em temas relevantes e construtivos, algo sempre bem-vindo em qualquer situação.

Busque sempre manter algum tipo de atividade de relaxamento e concentração, como a yoga ou a meditação transcendental. Estas práticas promovem nosso autoconhecimento e auxiliam na manutenção de emoções negativas, como: a ansiedade, a raiva e a tristeza.

 

ATUALIZE-SE PROFISSIONALMENTE

pessoa utilizando o celular para manter-se atualizada profissionalmente

Durante este período de isolamento social, mesmo conseguindo manter algumas de nossas responsabilidades diárias, você pode sentir que está deixando outros setores, como os estudos, de lado. Isso não precisa acontecer. Use-os também como uma válvula de escape e aprenda no processo.

Muitas instituições de ensino renomadas, como a FGV, a ESPM, o Senai, a USP e a Universidade de Harvard — além de plataformas online, como a Udemy e a eduK —, estão oferecendo cursos gratuitos ou com preços promocionais em seus sites para ajudar a população a manter-se ocupada enquanto aprende mais sobre novos temas e especializações. Os temas englobam desde cursos técnicos sobre organização financeira e planejamento familiar, até matérias mais aprofundadas como Artes, Design, Ciência Ambiental, Ciências Sociais, Marketing, Ciência da Computação e muito mais.

Por falar em estudar, se existe algo que podemos fazer tranquilamente de nossas casas, é aprender um novo idioma! Use seu novo tempo livre para investir naquele plano de aprender francês, espanhol ou italiano que você estava adiando há tanto tempo e nunca conseguia colocar em prática. Ou até mesmo para reforçar e afiar o seu inglês.

Existem diversas plataformas online com professores especializados que podem te ajudar a realizar esta meta e fazer com que você volte para o escritório com um novo idioma na manga para poder impressionar seus superiores.

Importante: não se sinta pressionado a aprender algo, faça um curso se você se sente à vontade para isso. Saúde mental também é ter seu momento de ócio, uma hora de desviar a cabeça de qualquer esforço maior.

 

Gostou do nosso artigo? Temos outras publicações à sua espera em nosso blog!

 

Veja também:

 

Clique aqui e conheça tudo o que preparamos para você ficar por dentro de todas as nossas dicas, assim como temas como o mercado imobiliário e muito mais!

Continue lendo
É hora de transformar aquele espaço vazio no quarto do seu futuro bebê. Você pensa...
Leia mais
Levar seu melhor amigo para onde quiser é o sonho de muita...
Leia mais
Você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre mindfulness, certo? Mais do...
Leia mais